• Clínica Dr. Acessível

O carnaval é festa, alegria e diversão garantida. Mas também de DSTs.



Pelo calor do momento ou por influência do álcool, muitas pessoas deixam a camisinha de lado e se expõe às chamadas doenças sexualmente transmissíveis (DSTs).


A preocupação deve existir no ano todo, mas no carnaval se intensificam as campanhas de prevenção as DSTs.


As doenças sexualmente transmissíveis são aquelas adquiridas durante o contato sexual. A principal causa é o NÃO uso da camisinha, e, geralmente, se manifestam por meio de feridas, corrimentos, bolhas ou verrugas.


Casos de infecções sexualmente transmissíveis antes estáveis voltaram a aumentar nos últimos anos.


Algumas doenças sexualmente transmissíveis podem se espalhar através do uso de agulhas não esterilizadas, de mãe para filho durante o parto ou amamentação e transfusões de sangue.


Nos últimos anos foi observado em uma pesquisa que a população mais jovem está reduzindo o uso do preservativo.

Entre jovens de 15 a 24 anos, apenas 56,6% usam camisinha com parceiros eventuais.


Portanto, se fizerem sexo sem camisinha, procurem um médico, pois algumas DST’s não apresentam sintomas, tanto no homem quanto na mulher. Se essas doenças não forem diagnosticadas precocemente, podem evoluir para complicações graves, como a infertilidade, câncer e até a morte.



Sintomas de DST em homens:

É possível contrair uma DST sem desenvolver sintomas. Mas algumas doenças sexualmente transmissíveis causam sintomas óbvios. Nos homens, os sintomas comuns incluem:


  • dor ou desconforto durante o sexo ou a micção

  • feridas, inchaços ou erupções cutâneas sobre ou ao redor do pênis, testículos, ânus, nádegas, coxas ou boca

  • secreção incomum ou sangramento do pênis

  • testículos doloridos ou inchados



Sintomas de DST em mulheres

Em muitos casos, as DSTs não causam sintomas visíveis. Quando o fazem, os sintomas comuns de DST em mulheres incluem:


  • dor ou desconforto durante o sexo ou a micção

  • feridas, inchaços ou erupções na ou ao redor da vagina, ânus, nádegas, coxas ou boca

  • secreção incomum ou sangramento da vagina

  • coceira na vagina ou ao redor dela


Os sintomas específicos podem variar de uma DST para outra.


Felizmente, a maioria das doenças sexualmente transmissíveis é altamente tratável. Em alguns casos, eles podem ser completamente curados. Em outros casos, o tratamento precoce e eficaz pode ajudar a aliviar os sintomas, diminuir o risco de complicações e proteger os parceiros sexuais.


Além de tomar medicamentos prescritos para DSTs, seu médico pode aconselhá-lo a ajustar seus hábitos sexuais para ajudar a proteger a si e aos outros.


Seguir o plano de tratamento e prevenção recomendado pelo seu médico pode ajudar a melhorar sua visão de longo prazo com as DSTs.



GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA

DRA ALITA EIRAS CAMARGO - CRM 51032 | RQE 41122



Agende sua consulta agora.

Conheça todos profissionais e serviços prestados pela Clínica Dr. Acessível, e marque seu agendamento. 


#Carangola #dracessivel #ginecologia #cuidado #corrimentovaginal

9 visualizações

A CLÍNICA

CORPO CLÍNICO

  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone Instagram

Carangola-MG

32 3741 4112

Rua Olímpio Machado, 42

Centro

©  2018 por Clínica Dr. Acessível.  |  Criado com View Network